Suspeito de matar pecuarista é preso e alega que houve mal-entendido

23/ 05/24
Bar onde aconteceu o crime, em Santa Rita do Pardo. Foto: Cenário MS
Bar Santa Rita do Pardo
Por: Redação Veja Folha / Midiamax |  MS
Preso, o suspeito de matar o pecuarista Deusdedit Niedo Patriota, de 49 anos, alegou que houve um mal-entendido entre os dois por conta da aquisição do carro novo da vítima, em um bar de Santa Rita do Pardo, na noite de terça-feira (21).
Suspeito e vítima estavam no estabelecimento, sendo que o suspeito estava comendo. Em seguida, por volta das 18 horas, começaram uma discussão, sendo que neste momento o homem se levantou e desferiu uma facada no peito do pecuarista.
O suspeito, de 52 anos, fugiu logo após o crime, mas foi preso preventivamente nesta quinta-feira (23). Ele contou à polícia que o pecuarista teria se sentido ofendido, achando que o suspeito tinha o chamado de arrogante, mas que apenas estava elogiando a compra do carro novo de Deusdedit.
Após o mal-entendido, o suspeito pegou uma faca e desferiu no tórax do pecuarista, segundo disse em depoimento. A vítima chegou a ser socorrida para uma unidade de saúde, mas não resistiu. No bar, há câmeras de segurança que registraram o momento do crime.
“Ressalta-se que a prisão só foi possível graças à rápida atuação dos agentes da persecução penal, de modo que, na manhã seguinte, solicitei a prisão preventiva, que teve parecer favorável do Ministério Público no mesmo dia, tendo sido deferida hoje pelo Poder Judiciário e cumprida por nossas equipes”, explicou o delegado Lúcio Marinho, titular da Delegacia de Polícia Civil de Santa Rita do Pardo.
O suspeito permanece preso pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil. Se condenado, poderá pegar até 30 anos de reclusão.
No data was found
Please select listing to show.
No data was found
Gif 2

PREVISÃO DO TEMPO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS