Operações de combate no Pantanal recebem reforços do Exército e Força Nacional

23/ 06/24
Bombeiros combatendo fogo no pantanal. Foto: Governo MS
Bombeiros combatendo fogo no pantanal
Por: Redação Veja Folha |  MS
Após o pedido de ajuda enviado pelo Governo de Mato Grosso do Sul para o combate aos incêndios florestais no Pantanal, a equipe receberá mais três aeronaves do Ibama e mais quatro de grande porte do Exército. A Força Nacional também deslocará 50 homens para ajudar nos trabalhos.
“Recebemos o contato do Ibama onde foi confirmado o deslocamento de duas aeronaves Air Tractor e mais um helicóptero para o apoio ao combate no Pantanal. Este pedido nosso foi apresentado na semana passada durante aquela reunião em Campo Grande”, afirmou o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jaime Verruck.
Já a colaboração com o Exército, serão quatro aeronaves de grande porte para transporte das tropas. O secretário também mencionou uma sinalização positiva para o envio de mais de 50 homens da Força Nacional, cuja presença será crucial no enfrentamento dos incêndios na região do Pantanal.
“Esta ação é de suma importância e estava sendo discutida com o Governo Federal como parte do pacote federativo assinado em Brasília, juntamente com o governador Eduardo Riedel. Avançamos significativamente no reforço deste apoio para uma ação integrada no combate aos incêndios florestais”, afirmou o secretário.
Atualmente, o Governo do Estado já opera com dois helicópteros e uma aeronave Air Tractor no Pantanal. Adicionalmente, estão sendo planejadas outras medidas urgentes, como a contratação de horas de voo emergenciais junto ao Imasul (Instituto do Meio Ambiente do MS) para mobilizar o máximo de aeronaves disponíveis na região pantaneira.
Falta de aeronaves
A falta de aeronaves para combate a incêndios é uma das principais dificuldades do Estado para conter as chamas no Pantanal. Em uma reunião na última terça-feira (18), o secretário-executivo de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Arthur Falcette, comentou que o apoio havia sido solicitado.
“Essa é uma das nossas principais demandas com o governo federal, esse apoio por aeronaves, deslocamentos. A gente sabe que em muitas localidades do Pantanal o acesso é um problema, então não é tão simples quanto ter disponibilidade de homens”, explicou.
A reunião teve objetivo de avançar na identificação de prioridades, análise da situação e articulação das ações de campo para o combate aos incêndios no Pantanal sul-mato-grossense.
O secretário-executivo da Semadesc afirmou que o Corpo de Bombeiros está bem estruturado para o combate, assim como outras instituições que atuam na ponta, como o Prevfogo, por exemplo, mas que o problema está em chegar até as áreas de incêndio.
“O acesso é importante, esse deslocamento, as trocas de turno, tem toda uma dinâmica para atender os incêndios que depende dessas aeronaves. O Corpo de Bombeiros também já acionou outros estados e está levantando disponibilidade de recursos para que a gente possa também ter esse suporte”, reforçou.
No data was found
Please select listing to show.
No data was found
Gif 2

PREVISÃO DO TEMPO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS