Aeronaves dos bombeiros combatem queimadas próximas a Estrada Parque e em Porto Murtinho

24/ 06/24
Aeronave combatendo incêndio no Pantanal. Foto: Bruno Rezende
Helicóptero Pantanal
Por: Redação Veja Folha |  MS
Nesta segunda-feira (24), as equipes de combate a incêndios florestais no Pantanal de Mato Grosso do Sul deram continuidade a operação, com o auxílio de três aeronaves Air Tractor, três helicópteros, caminhões de combate a incêndio e dezenas de caminhonetes equipadas com kit pick-up, mochilas costais, sopradores e equipamentos de proteção individual
O monitoramento constante por drones e imagens de satélite na Sala de Situação em Campo Grande permite a rápida identificação e resposta aos incidentes, como o registrado recentemente próximo ao Abobral, na Estrada Parque Pantanal, que foi contido após uma mobilização intensa durante a madrugada de domingo (26).
Já em outro ponto, próximo a Estrada Parque Pantanal, na MS-228 – às margens do Rio Areião, mais um incêndio surgiu durante a madrugada. No local, duas aeronaves Air Tractor do ICMBio e duas equipes de combate a incêndios florestais estão trabalhando em conjunto para controlar as chamas.
Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar de MS (CBMS) foi deslocada de barco até a região de Maracangalha, após acionamento pelo Sistema de Comando de Incidentes (SCI) – na Sala de Situação, e segue realizando o combate às chamas.
Há três dias, combatentes têm se dedicado ao controle do incêndio em Porto Murtinho, com apoio de fazendeiros da região do Barranco Branco. Para auxiliar, foi construído um aceiro de 10 km de extensão por 50 metros de largura, além de realizar ataques diretos e indiretos às chamas, que estão sendo gradualmente extintas.
Enquanto isso, as Bases Avançadas Redário e São Lourenço monitoram um foco de incêndio na divisa do Pantanal de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul. Na área norte de Corumbá, bombeiros continuam a combater as chamas, tendo o apoio de duas aeronaves Air Tractor na região do linhão de energia, em colaboração com o PrevFogo, para proteger a rede elétrica.
Na noite de sexta-feira (22/06), duas novas equipes de combate a incêndios florestais foram deslocadas de Campo Grande com dois caminhões (um Auto Tanque e um Auto Bomba Tanque Florestal) para reforçar os esforços de combate às queimadas em Corumbá. As equipes estão focadas nos pontos críticos ao longo da rodovia BR-262, próximo à ponte sobre o Rio Paraguai, unindo-se aos militares já atuantes na área.
O Corpo de Bombeiros Militar reforça a orientação para que qualquer avistamento de fumaça em rodovias e estradas seja imediatamente reportado através do número 193 (chamada gratuita), e pede que os motoristas redobrem a atenção. Em caso de visibilidade comprometida, é recomendável aguardar em local seguro e evitar atravessar ou passar pela fumaça, a fim de prevenir acidentes.
Emergência Ambiental
O Governo do Estado declarou situação de emergência de 180 dias nos municípios do Estado afetados por incêndios florestais, sejam em parques, áreas de proteção e preservação nacionais, estaduais ou municipais, assim como em casos de propagação de fogo sem controle, ou em qualquer tipo de vegetação que possa acarretar queda na qualidade do ar.
A medida foi publicada no Diário Oficial (DOE) desta segunda-feira (24). O texto não lista exatamente quais municípios estão inclusos no decreto.
Neste período de 180 dias fica autorizado a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem sob a coordenação da Defesa Civil do Estado, em ações que envolvem resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução.
No data was found
Please select listing to show.
No data was found
Gif 2

PREVISÃO DO TEMPO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS