Ações de valorização feminina marcam mês da mulher em unidades penais de MS

1/ 04/22
Ações de valorização feminina marcam mês da mulher em unidades penais de MS
Custodiadas em unidades prisionais de Mato Grosso do sul também receberam ações voltadas à valorização e empoderamento feminino durante todo o mês de março, com o objetivo de garantir olhar humanizado a mulheres em situação de prisão, focando na construção e validação dos seus direitos.
Tendo como base o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, uma ampla programação de eventos foi realizada em presídios do Estado, abordando, em especial, a temática do protagonismo da mulher, valorização da autoestima, saúde mental e ações de cultivo da espiritualidade.
PUBLICIDADE
Em Campo Grande, no Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” (EPFIIZ) foram realizadas 12 ações com convidados de instituições parceiras que possibilitam às internas contextualizações e acolhimento pela sociedade extramuros, com apresentações de palestras e discussões com temas como: “Mulher, você tem Valor!”; Prevenção ao Suicídio & Saúde Mental; Visibilidade Lésbica e Bissexual; “Despertar da Mente – contextualizando a Força e a Coragem da Mulher”, “Cultivando a Espiritualidade”; “Protagonismo da Mulher”, entre outros.
A programação no EPFIIZ contou com a entrega de enxovais de bebês para as internas que participam do projeto “Livre Gestar-Maternar”, realizado pelo Setor Psicossocial e direção do presídio. A programação foi encerrada com uma missa de ação de graças celebrada pelo Padre Neif Nabhan.
PUBLICIDADE
Já na unidade semiaberta, destaque para a apresentação teatral do grupo Jocum Campo Grande Evangelismo que levou às detentas a “Pantominia – Arte de narrar com o corpo”, com o roteiro evangelístico “Filho Pródigo”, cuja lição principal é mostrar a essência do amor de Deus. No decorrer do espetáculo, através de analogias com histórias da Bíblia Sagrada, os atores levam mensagens fortes de reflexão sobre o uso de drogas e escolhas erradas, e de como é possível construir uma nova história.
No Estabelecimento Penal Feminino de São Gabriel do Oeste, “Lutas e Conquistas” foi tema de palestra às internas, com o objetivo de conscientizar sobre a importância do empoderamento feminino no século XXI. A programação também contou uma manhã de adoração, louvor e palavra com o tema “Florescer”, realizado pela Primeira Igreja Batista e sorteio de brindes doados pelas instituições que prestam assistência religiosa na unidade.
PUBLICIDADE
Em Três Lagoas, o Estabelecimento Penal Feminino também foi palco de diversas iniciativas durante o mês de março, com atividades religiosas e de saúde. Entre elas, momentos especiais de oração com as igrejas Universal e Evangélica Quadrangular Alvorada Church.
As internas receberam atenção especial do grupo “Doutores mais Palhaços”, além de palestra e distribuição de kits de higiene bucal (escova, fio dental e creme dental). As reeducandas também receberam ações de prevenção ao câncer e à Hanseníase, com coleta de citopatológico de colo uterino, exame de mamas e avaliação de manchas na pele.
PUBLICIDADE
No data was found
No data was found