Alternative content

Get Adobe Flash player

Rio Negro

Sexo entre menina e padrasto ocorria na madrugada com mãe em casa, diz polícia

Segundo a polícia, mulher não sabia do estupro da filha de 11 anos. Criança está grávida de 7 meses e disse que queria morar com padrasto.

Os encontros amorosos entre a criança de 11 anos e o padrasto de 40 anos,  aconteciam no quarto da menina, antes do suspeito sair para trabalhar e com a mãe na casa, em Rio Negro, afirmou o delegado Fábio Magalhães. A criança está grávida de sete meses.

O suspeito foi ouvido nesta quarta-feira (10) na delegacia de Rio Negro. De acordo com o delegado, o padrasto confirmou que mantinha relação sexual com a menina. “Ele confirmou que há muito tempo vinha mantendo relação sexual com ela”, afirmou Magalhães.

A criança foi chamada na delegacia e disse ter consentido os encontros. “Ela confirmou que consentiu que ela gosta dele e queria morar com ele”, disse o delegado.

Os encontros aconteciam ainda de madrugada, antes dele trabalhar, no quarto dela. Eles moravam em uma fazenda. O suspeito morava com a mãe da criança há pouco mais de um ano, conforme disse o delegado.

O homem e a filha disseram que a mulher não sabia do relacionamento dos dois. Ela só desconfiou na semana passada por causa do comportamento diferente da filha. Assim que tomou ciência da situação, expulsou o companheiro da casa e o denunciou.

O suspeito está preso desde a última quinta-feira (04) e foi indiciado por estupro de vulnerável. Apesar da admissão da menina, o Código Penal define estupro de vulnerável: “Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos”. De acordo com o delegado, ele não tinha passagens pela polícia.

 

G1, MS

Saiba mais: Criança de 11 anos engravida do padrasto e mãe denuncia caso à polícia em Rio Negro

  • Lana

    Crianças não engravidam. Criança é quem não atingiu a puberdade (mulheres com menos de 9 anos de idade).