Alternative content

Get Adobe Flash player

Protesto

Ato contra o governo Dilma e corrupção reúne manifestantes em São Gabriel do Oeste

Aproximadamente 100 pessoas participaram do manifesto que terminou com uma carreata percorrendo a principal avenida do município.

O dia 13 de março de 2016 (domingo) é mais um dia que ficará marcado na história do Brasil, com a realização do maior protesto nacional contra o governo da atual presidente da República, Dilma Rousseff (PT), contra a corrupção e a favor das investigações da operação Lava Jato. Os protestos foram registrados em mais de 300 municípios do País e segundo os organizadores, contabilizou cerca de 6,8 milhões de participantes, superando a última manifestação realizada no ano de 2015, que teve a participação de em torno de 3 milhões de protestantes.

Em São Gabriel do Oeste, aproximadamente 100 pessoas participaram do manifesto "Vem pra Rua", que teve início por volta das 16h30, com concentração na Praça da Igreja Matriz, em protesto principalmente contra o governo Dilma, o ex-presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT). Vestidos de verde e amarelo e munidos de apitos, nariz de palhaço e bandeiras do Brasil, os manifestantes cantaram o Hino Nacional como forma de apoio a nação brasileira e em seguida realizaram uma carreata que percorreu a principal avenida do município, encerrando o ato.

DSC02148“Desde 80 eu luto contra o PT quando conheci a filosofia do partido, que era igual à de Fidel Castro na Bolívia, Venezuela e eu milito contra desde aquela época quando fui conhecer Cuba para entender melhor como funciona o governo comunista, o sistema de Fidel Castro, que Lula tentou implantar no Brasil e lá tudo é do governo, nós ficamos apavorados e aqui no País a alta taxa de impostos que estamos pagando é justamente para matar o povo brasileiro para ele depender totalmente do governo”, comentou a professora aposentada Cecília Shimdt.

“A tentativa de transformar a America Latina em uma república comunista eu acho que hoje foi o marco e essa tentativa caiu, o Foro de São Paulo (organização que junta vários partidos e movimentos sociais populares e de esquerda da América Latina e do Caribe), que foi criado pelo Lula com essa intenção há 30 anos e que ele vem costurando, o povo nas ruas hoje mostrou que não quer isso, que quer liberdade em todos os sentidos, liberdade de imprensa e opinião e nós queremos mudança e esperamos que ela ocorra”, destacou a também professora aposentada Carla Grimm.

Suzana Vanessa