Alternative content

Get Adobe Flash player

H1N1

Polícia apreende vacinas da rede pública que eram comercializas em farmácias

Caso ocorreu na cidade de Bela Vista, onde as vacinas eram trazidas de Antônio João para serem comercializadas na rede farmacêutica local.

Na data de ontem (19), em ação conjunta da Polícia Civil de Bela Vista com o Ministério Público, foram apreendidas vacinas do sistema público de saúde sendo comercializadas junto a rede farmacêutica da cidade.

A equipe do SIIG (Setor de Inteligência e Investigações Gerais) efetuou a abordagem de um veículo Fiat Fiorino com placa de Antônio João (MS), que estava sob suspeita de comercialização de medicamento cuja venda é proibida.

O condutor do veículo foi identificado como J. F. M., que indagado sobre o fato confirmou que estaria transportando e comercializando vacinas da gripe H1N1 na cidade e que a “vacina não era dele”, pertencendo ao seu “patrão” J. V. M. C., informando ainda que as vacinas eram trazidas de Antonio João para Bela Vista.

Foto: Divulgação, PC

Foto: Divulgação, PC

Em vistoria no veículo, foram encontrados dois frascos com dez doses, cada um, de vacina antigripal, em cujo rótulo indica “venda proibida” SUS – Ministério da Saúde- Governo Federal, do lote n3b21, validade 12-2016, acondicionadas em uma pequena caixa de isopor.

Diante disso, J.F.M. foi preso e autuado em flagrante por receptação qualificada na atividade comercial ou industrial.

 

Assessoria de Comunicação, PC