Alternative content

Get Adobe Flash player

Empoderamento feminino

Prendas do Cerrado – quer projetar um futuro mais promissor a adolescentes femininas de São Gabriel do Oeste

“Meninas confiantes, mulheres brilhantes”, com esse slogan o Projeto “Prendas do Cerrado”, foi lançado na noite desta segunda-feira (01/07/2019), no Plenário Vereador Joaquim Honório Sobrinho, da Câmara de Vereadores de São Gabriel do Oeste-MS.

O projeto que tem como objetivo alcançar o empoderamento feminino de adolescentes, com elevação da autoestima, foco na educação e projeção de planos para o futuro, evitando a gravidez precoce, o envolvimento com drogas e relacionamentos abusivos, assim como a violência e evasão escolar.

Promotora de Justiça - Drª Isabelle Albuquerque dos Santos Rizzo - Foto: Victor Currales

O projeto foi idealizado na 2ª Promotoria de Justiça de São Gabriel do Oeste, que tem a competência de atuação da Infância e Juventude, e visa o empoderamento e fortalecimento de meninas adolescentes para elas possam ter perspectivas para o futuro, que elas sejam afastadas dos relacionamentos abusivos, do uso de drogas, gravidez precoce, o combate à violência e evasão escolar. O projeto então foi pensado no sentido de incentivo para que elas possam ter um futuro promissor e estejam fortalecidas para enfrentar as adversidades sociais, ainda existentes em razão da discriminação de gênero.

Prendas do Cerrado

Segundo a Promotora de Justiça Drª Isabelle Albuquerque dos Santos Rizzo, o nome do projeto Prendas do Cerrado, faz alusão à forte colonização gaúcha existente no Município de São Gabriel do Oeste, somada à vegetação predominante na região deste Município sul-mato-grossense.

No movimento tradicionalista gaúcho, o concurso de prenda preza habilidades de conhecimento, sociabilidade, simpatia e dons artísticos. O projeto Prendas do Cerrado, no entanto, busca muito mais. Prendas, também significam dádivas, são presentes que devem ser cuidados, lapidados e fortalecidos.

Juíza de Direito de São Gabriel do Oeste - Drª Samantha Ferreira Barione - foto: Victor Currales

A solenidade de lançamento do projeto contou ainda com palestra da Juíza de Direito da Comarca de São Gabriel do Oeste, Drª Samantha Ferreira Barione e da Capitã PM Cleide Maria da Silva, Coordenadora dos Projetos Sociais do 7º BPM de Aquidauna com o tema “Reflexões sobre o potencial feminino”.

A Capitã Cleide Maria que já ocupou o cargo de comandante da Polícia Militar do Município, trouxe uma mensagem de motivação inspirada nas mulheres da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, exemplificando que o lugar da mulher é onde ela quiser estar, ou seja, até onde o sonho dela levar e a sua determinação dela permitir. “Não existem limitações pelo fato delas serem meninas e é isso que buscaremos passar a elas nesta noite, pois nenhuma história de sucesso é escrita sem luta”, finalizou a Capitã Cleide Maria.

Capitã PM Cleide Maria da Silva - Foto: Victor Currales

A mesa diretora dos trabalhos foi composta pelas seguintes autoridades: Clarice Maria Scariot, Presidente do Conselho Municipal da Criança e Adolescente, Valdecir Malacarne, Presidente da Câmara de Vereadores, Rosane Moccelin, Secretária Municipal de Assistência Social de São Gabriel do Oeste, Maria Irene Reginatto Eibel, Secretária Municipal de Cultura, Desporto e Turismo de São Gabriel do Oeste, Ivone Terezinha Pierezan, Vice-Prefeita, Elaine Neto de Souza Pelizza, Diretora da Escola Estadual São Gabriel, Drª Samantha Ferreira Barione, Juíza de Direito da Comarca de São Gabriel do Oeste, Capitã Cleide Maria da Silva, Coordenadora dos Projetos Sociais do 7º BPM de Aquidauna e Drª Isabelle Albuquerque dos Santos Rizzo.

Outras autoridades civis e militares do município também prestigiaram a solenidade, como o Tenente PMA Elismar Alves dos Santos, comandante do 2º Grupamento de Polícia Militar Ambiental de São Gabriel do Oeste, representantes de entidades e os vereadores: Fernando Rocha, Rosmar Alves, Vagner Trindade, Angelo Mendes e Rose Pires.

Fases

O desenvolvimento do projeto se dará com a formação do grupo de 30 adolescentes, estudantes do 8º do ano ensino fundamental, período vespertino, da Escola Estadual São Gabriel. A referida escola foi escolhida por intermédio de sorteio para iniciar o projeto, que poderá ser estendido futuramente a outras entidades de ensino.

Após a formação do grupo, haverá encontros semanais ou quinzenais, onde serão realizadas atividades como: palestras motivacionais, dinâmicas em grupo, estudo de casos concretos, visitas a entidades públicas ou privadas e atividades socioeducativas. Todas as atividades serão voltadas ao empoderamento feminino, com elevação da autoestima, foco na educação e projeção de planos para o futuro. Com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Turismo, também será ofertado às integrantes do projeto atividades de cunho cultural.

Por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, será disponibilizada uma estagiária da área de Assistência Social, devidamente supervisionada por profissional graduado, para, em conjunto com a Promotora de Justiça, organizar os encontros semanais, escolhendo temas e métodos de abordagem. A referida equipe técnica também ficará responsável por acompanhar o desenvolvimento e progresso pessoal das adolescentes, por intermédio de relatórios sociais.

A Escola Estadual São Gabriel fornecerá dados referentes ao desempenho escolar, para que possam ser avaliados em conjunto com os relatórios sociais, de modo que possamos auferir a efetividade do projeto, principalmente no que se refere a mudanças no comportamento e vida pessoal das adolescentes.

Parte do projeto será custeada com recursos oriundos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, conforme deliberação aprovada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Por sorteio foi escolhido a Escola Estadual São Gabriel onde serão trabalhadas as meninas do oitavo ano (vespertino), então serão duas salas com as meninas com idade entre 13 a 16 anos, que terão a priori encontros semanais onde serão tratados diversos temas por intermédio de palestras motivacionais, atividades socioeducativas.

Elas ainda terão a oportunidade de estarem conhecendo de perto o trabalho e funcionamento de empresas privadas e órgãos públicos onde elas poderão ser estimuladas a abrirem seus horizontes e perspectivas sobre o que elas podem ser ou alcanças no futuro delas.

O projeto conta com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Turismo, e caso seja identificado qualquer tipo de problema seja na área de assistência social, saúde elas terão apoio da rede de Proteção Social do município para os encaminhamentos necessários. O Prendas do Cerrado será um projeto a mais, sem prejuízo aos outros programas em andamento no município.

 

 

 

Fonte/Fotos: Victor Currales