Alternative content

Get Adobe Flash player

Assomasul

Presidente da Assomasul destaca proposta de universalização do esgotamento sanitário

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Valdir Júnior, destacou nesta segunda-feira (26) a proposta de universalização do esgotamento sanitário no Estado, durante evento ocorrido na sede da entidade, em Campo Grande, com a participação da Sanesul e da MS Pantanal, empresa privada que assumirá no começo de maio as obras de saneamento básico nos 68 municípios atendidos pela estatal.

Valdir Júnior, que é prefeito de Nioaque, abriu nesta tarde o ato presencial e virtual de apresentação das metas do modelo de ‘universalização do esgotamento sanitário’ no Estado por meio da PPP (Parceria Público Privada) firmada pelo governador Reinaldo Azambuja no começo deste mês com a empresa Aegea Saneamento e Participações S.A., vencedora do leilão realizado em outubro de 2020.

Participaram da mesa de autoridades, além do líder municipalista, o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior, o diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal Jr, o diretor institucional da empresa, Paulo Antunes, Cleiton Bezerra, do Conselho de Administração da Estatal, e os prefeitos André Nezzi (Caarapó) e Eraldo Leite (Jateí), vice-presidente e tesoureiro da Assomasul, respectivamente.

Durante o evento, que seguiu o protocolo de biossegurança por causa da pandemia do novo coronavírus, Valdir Júnior disse ser uma honra muito grande receber os representantes das empresas na casa dos prefeitos para tratar de um tema de extrema importância que é a questão do saneamento básico nas localidades atendidas pela concessionária do serviço de água e esgoto do Estado.

“Somos muito gratos por buscarem essa parceria na casa dos prefeitos, fruto do trabalho do governador Reinaldo Azambuja, que é um governador municipalista, foi prefeito, presidente desta casa e sabe das dificuldades dos municípios”, enalteceu o dirigente. “Obrigado por envolver a Assomasul nesse projeto que visa beneficiar os 68 municípios atendidos pela Sanesul”, emendou.

Em discurso, Walter Carneiro Júnior reafirmou o compromisso do governador Reinaldo Azambuja em ter o estado pioneiro no país no projeto de universalização do esgotamento sanitário com um investimento de R$ 1,100 bilhão por meio de uma PPP.

Segundo ele, a ideia da estatal é que mais de 1,7 milhão de famílias sejam atendidas com a rede coletora de esgoto em casa.

O diretor-presidente da Sanesul disse que para o usuário não altera em nada, uma vez que a MS Pantanal é uma prestadora de serviço escolhida para antecipar os investimentos e cumprir a meta de universalização do esgotamento sanitário para atender a população urbana dessas cidades num prazo de 10 anos.

“A previsão de investimento global da Parceria Público-Privada é de R$ 3,8 bilhões, num projeto que inclui saúde, emprego, valorização imobiliária, crescimento econômico e desenvolvimento para os municípios”, pontuou Walter Carneiro Júnior.

Também fizeram uso da palavra durante a reunião que também foi realizada por meio de videoconferência com a participação de vários prefeitos e prefeitas, o diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal Jr, o diretor institucional da empresa, Paulo Antunes, e Cleiton Bezerra, do Conselho de Administração da Estatal.

Fonte: Assessoria